Quarentena

Comments · 25 Views

Um dia de cada vez, será que um dia vamos viver como se isso nunca tivesse acontecido?

Mais um dia frio, outro dia dentro de casa. Sem expectativas para o futuro, não há mortos nas ruas, mas as pessoas morrem aos poucos presas na solidão de estar consigo, apenas.

Percebe-se que as coisas comuns e entediantes do dia-a-dia fazem falta...

Comprar um detergente que faltou em casa no mercadinho da esquina, sem ter que cancelar a compra porque ao chegar na esquina... Esqueci a máscara!...

Sentimos falta da liberdade que nunca tivemos.

Comments